Voltar

Ele permite que o pequeno comerciante ou prestador de serviço tenha seu próprio Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) que é o número único que identifica uma empresa.

Dessa forma o negócio torna-se formal e capaz de emitir nota fiscal, obter crédito com melhores condições, além de prestar serviços ou vender produtos a um público ainda maior como outras empresas, governo, entre outros.

À medida que seu negócio cresce, sair da informalidade pode te ajudar a alcançar ainda mais clientes. Sendo MEI, você pode emitir notas fiscais, por exemplo, e com isso, passa a conseguir atender mais gente.

Você também poderá cadastrar seu CNPJ em algumas lojas e comprar produtos com desconto diretamente com o fornecedor. Além disso, você encontrará mais oportunidades de serviços financeiros, como empréstimos, máquinas de cartão, dentre outros, que podem ser mais baratos por você ter uma empresa.

Outra vantagem é que com o MEI você passa a ter acesso a benefícios da previdência (INSS) que vão fazer a diferença hoje e no seu futuro: como auxílio-doença, aposentadoria, salário-maternidade, pensão e auxílio reclusão. Para isso, basta pagar em dia sua guia do MEI todos os meses.

Essas vantagens custam aproximadamente R$ 50 que é o valor do imposto mensal para microempreendedor individual. Se você fizer uma conta rápida, é um valor bem interessante para a quantidade de vantagens que a profissionalização do seu negócio ganhará!

Para facilitar ainda mais a vida do pequeno empresário, praticamente todos os trâmites e processos são feitos pela internet, evitando deslocamentos, papelada e burocracia.

Visite o portal: www.portaldoempreendedor.gov.br

Confira agora os documentos que precisa para fazer seu CNPJ MEI:

RG – número e órgão emissor

CPF

Título de eleitor

Número do recibo de imposto de renda (se você declarou IR nos últimos 2 anos)

Endereço completo

E-mail, telefone fixo e celular

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *